Dungeon Crawlers

Home / Resenhas / Quadrinhos / Dungeon Crawlers
Gustavo Ferratti

Gustavo Ferratti

Sócio Fundador em Com'Aboard Geek Culture
Você sabia que Gustavo Ferratti é fundador da Com'Aboard? Quer ler resenhas publicadas por ele? Confira abaixo! =]
Gustavo Ferratti

Últimos posts por Gustavo Ferratti (exibir todos)

 

comic book Dungeon Crawlers (abreviaremos por “DC”) é uma coletânea da série homônima de quadrinhos publicada originalmente em 2004 pela Jambô Editora. Baseado no Cenário de RPG Nacional Tormenta, DC se passa no mundo de Arton e é protagonizado por Fren (um elfo meio ranger, meio bárbaro), Brigandine (humana guerreira) e Aurora (humana clériga). Com roteiro escrito por Marcelo Cassaro, um dos criadores de Tormenta RPG, arte de Daniel HDR e cores de Ricardo Riamonde, DC tem uma história de elevado potencial, ilustrações belíssimas e muitos extras que permitem notar a preocupação dos criadores em trazer um bom conteúdo para seus fãs. Mas nem tudo são flores. O quadrinho decepciona pelas “pontas soltas” e desfecho pobre. O comic é fino e com quadros grandes, podendo ser concluído em uma “única sentada”. Tudo desenrola tão depressa que, quando você começa a simpatizar com os personagens, a história já acabou. Caso você seja fã dos títulos de Tormenta (como sou), recomendo ter o livro em sua coleção pela qualidade das ilustrações e forte presença de elementos do RPG original. Caso tenha pouca ou nenhuma familiaridade com Tormenta, não espere muita coisa. Vá de Holy Avenger (outra série de quadrinhos baseada no cenário) que você será mais feliz.


Ficha Técnica

Título original: Dungeon Crawlers

Autor: Marcelo Cassaro

País de origem: Brasil

Lançamento: 2004

Editora: Jambô

Tradução: N/A

Edição: 1ª

Páginas: 112


Preview

Com artefatos e livros pertencentes à dizimada raça élfica, Lennórien atrai aventureiros de todas as partes do Reinado, com poucos sobreviventes que consigam contar a história. Um trio nada convencional toma rumo em direção a tal cidade decadente, dominada por criaturas goblinóides. Juntos, Aurora, Brigandine e Fren devem aprender a deixar suas gritantes diferenças de lado em prol de um bem maior.


Estilo

A HQ é inteiramente colorida, com belos traços e sombreamento. Nas cenas de humor são utilizados elementos de caricatura como feito em muitos outros mangás famosos (e.g. Bleach e Evangelion), deixando a história bem divertida. A divisão dos capítulos é boa, com recapitulação e informações extras. As páginas de gramatura grossa e a boa qualidade de impressão também contam pontos para o comic. Ressalvas: rostos e expressões corporais nem sempre parecem naturais, onomatopeias às vezes “não casam” com a cena e certos elementos que são introduzidos sem explicação prévia podem deixar o leitor perdido.


jamil-dcraw11


Personagens

Aurora

É uma clériga de Tannah-Toh, a deusa do conhecimento. Objetiva, sensata e honesta (até demais, pelo seu voto de verdade), Aurora fala o necessário induzindo que os outros sabem tudo o que se passa em sua cabeça. Utiliza magias divinas que englobam majoritariamente o elemento água.

Brigandine

É uma guerreira que veste uma armadura completa e luta utilizando um escudo para não correr risco de machucar seu “lindo rostinho”. Inocente, alegre, espontânea e emotiva, Brigandine é o elemento que “dá liga” a party. Como? Apartando os confrontos de Aurora e Fren a todo o momento.

Fren

É um elfo da floresta que utiliza uma haladie como arma (espécie de espada com lâmina nas duas pontas) e sai gritando ao menor sinal de ameaça. Contudo, tem um companheiro animal (Nimrod) e costumes de ranger, o que torna sua classe duvidosa. Fren tem um ódio mortal pelos hobgoblins, pois além de terem tomado Lenórienn, foram eles que “mataram” a princesa Tanya, seu amor de infância.

Nimrod

É o cãozinho de Fren com olhos saltados. Não fala o idioma dos humanos, mas Fren o compreende. Ajuda a dar humor na história através de suas reações sinceras acerca dos atos do seu dono.

Princesa Tanya

Antiga regente da cidade de Lenórienn. É mantida escrava dos hobgoblins pelo general Holgor. Corajosa e determinada, não entrega as informações de seu povo às garras dos inimigos mesmo sob tortura.

General Holgor

Hobgoblin inteligente e cruel. É o grande responsável pela mudança nas configurações do exército goblinoide de Lenoriénn. Holgor incentiva a obtenção do conhecimento élfico para o mal a qualquer custo.


Fatos por Capítulo • SPOILER ALERT •

Capítulo 1

Gênese do Mundo de Arton. Fren salva Aurora e Brigandine de um grupo de esqueletos. Primeiros confrontos entre Aurora e Fren, e choque do último ao descobrir que as aventureiras estão indo para Lenórienn.

Capítulo 2

Revelação do atual estado Lenórienn. Fren segue secretamente a dupla de garotas que montam acampamento no meio da floresta. Na calada da noite, são atacadas por um grupo de hobgoblins quedominam magias arcanas. Frenn rasga o mapa de Aurora que fica furiosa e alerta General Holgor sobre a presença do grupo.

Capítulo 3

Hobgoblins tentam extrair informações de Princesa Tanya, que se nega a revelar qualquer coisa. O grupo encontra um túnel inexplorado que leva a cidade de Lenórienn. Fren recorda-se das últimas palavras de Tanya e, no meio de Lenórienn, entra em frenesi.

Capítulo 4

O grupo se divide. Fren vai atrás de General Holgor, Aurora e Bringadine vão recuperar livros na biblioteca élfica. Fren descobre o paradeiro de Tanya ao enfrentar General Holgor. Quando está prestes a ser derrotado, Aurora e Brigandine chegam e o teleportam para Valkarya. Subentende-se o início de uma nova aventura, já que a princesa está viva e a expedição organizada por Aurora ainda não cumpriu seu objetivo.

Estilo: 12 exp. Belos traços, cores e sombreamento. Expressões marcantes. Contudo, certos quadros distorcem um pouco a proporção dos personagens e a fluidez dos movimentos.

Personagens: 12 exp. Personagens tem identidade e personalidade, mas são pouco explorados em quantidade e profundidade.

Qualidade da plot: 10 exp. Tem potencial, mas não para um comic single-shot.

Cuidado com os detalhes: 16 exp. Muitas referências ao cenário de RPG Tormenta, comentários dos autores, entrevistas e making-offs. Os produtores, de fato, se preocuparam com os detalhes.

Empatia com o leitor: 10 exp. Cativa os fãs de Tormenta, mas dificilmente cativará leitores de quadrinhos mais exigentes que não conhecem este universo.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: