Warframe

Home / Resenhas / Games / Warframe
Helder Kazume

Helder Kazume

Ex-colaborador em Com'Aboard Geek Culture
Você sabia que Helder Kazume já foi colaborador da Com'Aboard? Quer ler resenhas publicadas por ele? Confira abaixo! =]
Helder Kazume

Últimos posts por Helder Kazume (exibir todos)

 

Eles eram chamados de Tenno. Guerreiros da lâmina e arma: mestres da armadura Warframe. Aqueles que sobreviveram à antiga guerra foram deixados à deriva entre as ruínas. Agora, eles são necessários mais uma vez.

Os Grineer – com os seus vastos exércitos – estão se espalhando por todo o sistema solar. Um chamado ecoa através das estrelas convocando a raça Tenno para um lugar antigo. Eles convocaram você.

Deixe a Lotus te guiar. Ela resgatou você da câmara criogênica e lhe deu uma chance de sobreviver. Os Grineers vão lhe encontrar, você deve estar preparado. A Lotus ensinará você a usar o Warframe e os segredos para liberar seus poderes.


Ficha técnica

Título: Warframe

Gênero: Ação, com elementos de RPG

Desenvolvedor: Digital Extremes

Distribuidora: Digital Extremes

Data de Lançamento: 25/03/2013

Multiplayer: requer internet mesmo se for jogar solo

Plataforma: PC, X-Box One e PlayStation 4


Requisitos mínimos

Sistema Operacional: Windows XP SP3 ou superior

Processador: Intel Core 2 Duo e 6400 ou AMD Athlon x64 4000+

Memória: 2GB RAM

Placa de vídeo: Nvidia GeForce 8600 GT ou ATI Radeon HD 3600

DirectX®: 9.0c

Espaço no HD: 10GB


Warframe é um jogo de ação em terceira pessoa com temática espacial. No sistema solar, você controla um guerreiro capaz de utilizar armas brancas (espadas, bastões, garras, lanças, foices), armas de longo alcance (revólveres, pistolas, rifles, shotguns, SMGs, até mesmo arco e flechas) e armaduras (que lhe garantem algumas habilidades especiais iradas). Já imaginou correr pelas paredes enquanto faz missões stealth? Quebrar o cenário e cortar seus inimigos ao meio? Ou ainda, jogar com amigos, montar sua própria build e customizar seus equipamentos à vontade? Neste jogo você pode fazer tudo isso e não precisa desembolsar grana (pelo menos, de cara) já que é free to play [F2P].

Seu objetivo inicial é claro: completar missões para obter materiais básicos. Com estes materiais, você desenvolve suas armas e armadura, obtém mods (explicarei mais a frente) e libera recursos adicionais para sua nave (que também é seu headquarter no game).

Ao subir alguns níveis, você torna-se capaz de construir novas armas e armaduras, incubar ovos para ter companions que te ajudarão bastante, entrar em guilds para receber ajuda e até participar de batalhas Player vs Player [PvP] (que, diga-se de passagem, não é o forte do jogo).

Conforme o nível de dificuldade sobe, a estratégia para construção de builds se faz necessária (AVISO: não saia distribuindo pontos aleatoriamente). E é aí que seu conhecimento sobre mods entra em cena (consultas ao Google liberadas). Mas o que seriam mods em Warframe, simplesmente skins? Não, amiguinhos, são os mecanismos de upgrade dos seus equipamentos.  Cada mod melhora alguma característica específica da sua arma ou armadura, havendo um limite para que o personagem não fique muito overpower [OP].

Ao subir mais alguns níveis, você passará a coletar outros materiais para construir armaduras “prime” que lhe garantem mais habilidades especiais. E é com a obtenção da armadura Archwing que o mapa abre e você ganha acesso ao espaço sideral!

Neste ponto do game, torna-se praticamente impossível evoluir sozinho. Você precisará da presença de seus amigos para lhe auxiliarem (ou se gostar de desafios extremamente difíceis, boa sorte). Uma desvantagem? De certa forma, mas como o jogo é um MMO é compreensível…

A história, por ser bem complexa de se entender (e MUITO extensa), requerendo muita atenção aos detalhes e tempo de jogo. Interessante para quem gosta, mas para quem não liga muito (como eu), não terá muitos problemas em seguir com as missões.

Outro ponto a ser ressaltado, é que apesar de ser F2P, há possibilidade de comprar moeda virtual para evoluir mais rápido e conseguir vantagens. Tais vantagens não chegam a ser desleais para com os outros players, pois os equipamentos “prime” só podem ser obtidos a partir da conclusão de missões específicas (extremamente difíceis). Contudo, são sim, vantagens. Você sempre encontrará alguém recrutando novos membros se juntarem a um clã, o que tornaria o seu começo de jogo muito mais fácil pela ajuda que eles poderão te oferecer (missões difíceis, dúvidas, dicas de builds).

Apesar das configurações mínimas serem bem fraquinhas, com um setup perto destas configurações, você poderá ver o jogo travando. Isso me leva a desconfiar que, talvez, o desenvolvedor não tenha atualizado os requerimentos mínimos após os updates. Mas não se preocupe, a grande maioria dos computadores atuais tem quase o dobro dos requerimentos, tornando o acesso ao jogo mais fácil!

Em resumo, se você gosta de ninjas, espaço, armas de fogo, armas brancas e customização, você irá curtir este game!

Jogabilidade: 14 exp. Por ser em terceira pessoa, leva um tempo para se adaptar à mira nas primeiras vezes (o que me forçou a sair na loucura usando a espada). PVP deve ser melhor trabalhado e a dependência crescente de outros jogadores incomodará solo players. Entretanto, depois que você  “pega as manhas”, o jogo é incrível!

Gráficos: 16 exp.  Jogar no High, Pro ou Ultra não tem tanta diferença… Mas é lindo de ver todas aquelas explosões de cores, efeitos magníficos. No Low ou Medium, deixam muito a desejar para quem adora um jogo bonito.

Replay: 15 exp. No começo, o jogo é entediante, pois você não entende o que precisa ser feito para progredir. Contudo, a partir do momento que você passa a entende-lo, fica sempre querendo jogar mais para conseguir aquele item que falta para construir tal equipamento.

Som: 20 exp. Casa perfeitamente com a temática espacial.

História: 10 exp. Muito extensa e muito complexa, exigindo extrema atenção aos detalhes.

 

One Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: