Potion Explosion

Home / Resenhas / Board Games / Potion Explosion
GuiToledo

GuiToledo

Colaborador em Com'Aboard Geek Culture
Você sabia que Guilherme Toledo é colaborador da Com'Aboard? Quer ler resenhas publicadas por ele? Confira abaixo! =] Se quiser conhecer mais sobre este colaborador, acesse "Nossa Equipe" no menu principal!
GuiToledo

Últimos posts por GuiToledo (exibir todos)

 

À primeira vista, Potion Explosion parece ser um jogo infantil, não muito interessante, devido à sua arte cartunesca e bolinhas de gude coloridas. Mas eu tenho certeza que se você decidir dar uma chance à esse jogo, como eu fiz, vai perceber que há muita estratégia escondida por trás de belos mecanismos, linda arte e uma “engenhoca” nunca antes vista em um board game.

 

 

Em Potion Explosion, os jogadores são alunos de uma escola de magia e se encontram em uma aula de Poções (talvez com o Prof. Snape?). Seus objetivos são completar a maior quantidade de poções possíveis, tentar formar grupos de 3 iguais ou 5 diferentes para adquirir aprovações do professor. Ao final do jogo, os pontos das poções e aprovações são somados e o jogador com mais pontos, vence.
Um jogador sempre terá duas poções na sua estante para serem trabalhadas. Assim, ele deve olhar os ingredientes necessários para completá-las e procurar maneiras eficientes de adquirí-los de acordo com o dispensador de ingredientes mostrado na foto acima.

Em sua vez, o jogador deve pegar apenas um ingrediente da máquina. Caso essa jogada cause colisão de outros ingredientes da mesma cor, ocorre uma explosão e ele também pode adquirí-los. Assim, pode acontecer um efeito em cascata e apenas com um movimento, adquirir diversos ingredientes. Por exemplo, se há um grupo de 3 bolinhas vermelhas adjacente, o jogador pode decidir pegar a do meio como seu movimento inicial, causando a colisão das outras duas e possibilitando que ele também as pegue.

 

 

Após todas as explosões, o jogador coleta suas bolinhas e preenche suas poções com seus respectivos ingredientes, guardando até 3 excessos no seu erlenmeyer (reserva). Se uma poção é concluída, os ingredientes são devolvidos ao dispensador e à partir daquele momento, o jogador pode decidir beber aquela poção em qualquer momento do seu turno e utilizar o seu efeito, possibilitando novas maneiras de adquirir ingredientes e, consequentemente, concluir mais poções. Caso ele complete 3 poções do mesmo tipo ou 5 de tipos diferentes, ele recebe uma ficha de aprovação que vale 4 pontos. Quando todas as fichas de aprovações acabam (baseadas no número de jogadores), o jogo termina. Quem tiver mais pontos acumulados até o momento, vence.

Ficou com vontade de jogar? É só clicar aqui para comprar com condições super especiais.


Ficha Técnica

Título original: Potion Explosion

Criador: Lorenzo Silva, Andrea Crespi e Stefano Castelli

Tempo Médio: 30 a 45 min.

Número de Jogadores: 2 – 4

Lançamento: 2015

Distribuidora: Galápagos

Preço Médio: R$219,90 (02/02/2017) – Compre aqui

Mecânica: 20 exp. O mecanismo de se pegar uma bolinha e causar explosões é simples, mas funciona muito bem e cria possibilidade de estratégias complexas e muito satisfatórias. Esse tipo de jogabilidade é único, fácil de se explicar, rápido de se entender, mas difícil de se tornar um especialista, fazendo com que cada novo jogo seja um aperfeiçoamente e cada grande jogada seja muito gratificante.

Dinâmica18 exp. Os turnos são geralmente rápidos, mas de vez em quando um jogador pode paralisar o jogo analisando as melhores jogadas, mas mesmo assim, os outros jogadores também podem estar olhando o dispensador e pensando em quais jogadas pretendem fazer, mesmo que elas sejam atrapalhadas até a sua vez chegar. Há até poções que roubam ingredientes um dos outros, contribuindo para a interação dos jogadores. Ainda, é aconselhável observar as poções que os outros estão trabalhando, para tentar impedí-lo de fazer as combinações que ganham fichas de aprovação. Em resumo, apesar de ser um jogo bem estratégico e pensativo, ainda há interação entre os jogadores.

Sorte/Estratégia: 20 exp. Praticamente não há sorte em Potion Explosion. Em sua vez, um jogador tem diversos movimentos possíveis, principalmente quando ele possui muitas poções concluídas e pode beber várias de uma vez, acumulando seus efeitos. Assim, irá vencer o jogador que tiver a melhor estratégia e pensar nos melhores movimentos.

Replay: 17 exp. No total, há 8 tipos de poções na caixa. Em cada partida, são escolhidas apenas 6, possibilitando diversas combinações de poções e, consequentemente, diferentes estratégias, contribuindo para o replay. Mas, à princípio, a estratégia geral do jogo se manterá sempre a mesma. Mas, como o jogo é bem curto, mais ou menos meia hora, não dá tempo de enjoar e cansar de fazer sempre a mesma coisa. E tenho certeza que mesmo que seja jogado 3 partidas seguidas, no dia seguinte você já estará pensando em quando será a próxima rodada. Além disso, caso sejam lançadas expansões, o replay do jogo será extremamente aumentando.

Design: 20 exp. Não há o que se reclamar nesse quesito. A arte do jogo é engraçada e muito bonita. Os componentes são únicos e maravilhosos, desde as poções até as bolinhas e o próprio dispensador. Além disso, todos os elementos do jogo são temáticos. Cada poção possui um nome e uma arte única no verso e cada ingrediente possui um nome (fumaça de dragão, caspa de fada, lágrima de unicórnio e muco de ogro), causando ainda mais satisfação e tornando o jogo menos abstrato. Em resumo, um jogo único e incrível. Olhe por si as fotos dos componentes e me diga se não ficou com vontade de pelo menos experimentar uma partida.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: